I COLÓQUIO NACIONAL EM ÊXITO ESCOLAR

Minicursos

RELAÇÃO DE PARTICIPANTES EM MINICURSOS

Os minicursos serão ministrados de 14h às 18h na UERN e no IFRN

  • MC1. A fundamentação teórica do Êxito Escolar: o estado do conhecimento

Ministrantes: Profa. Dra. Edgleuma Andrade (UERN); Alunas PIBIC: Tayná da Silva Sales; Débora Raquel Araújo Silva, Mariana Crisóstomo Delfino de Brito.

Ementa: O minicurso tem como propósito discutir pesquisa que desenvolvemos sobre o estado do conhecimento do tema “Êxito Escolar” e  ou “Sucesso Escolar”na produção acadêmica de teses e dissertação em programas de pós-graduação em educação no período de 2011 a 2016, Nosso objetivo neste minicurso é problematizar as temáticas que tem sido priorizadas nesses estudos, os principais resultados e aportes teóricos inerentes às pesquisas e estabelecer relações entre os fatores que mobilizam e ou determinam o sucesso escolar de estudantes da educação básica a educação superior. Espera-se com o minicurso fortalecer o debate das políticas públicas de educação e do papel da escola no tocante a ações que mobilizem e impulsionem o sucesso escolar apesar das adversidades existentes.

  • MC2. Sociologia do Improvável e êxito escolar

Ministrantes: Prof. Dr. Constantin Xypas (UERN); Mestrandos: Danielle dos Santos Costa; Germana Lima de Almeida; Elisandra Vanessa da Costa Rodrigues; Bruno Jeferson L. A. S. Oliveira (UERN).

Ementa: Como a Sociologia do Improvável consegue explicar a ascensão social pelos estudos de pessoas de origem popular? O minicurso apresentará sínteses das seguintes teorias: as condições de excito escolar segundo Pierre Bourdieu; a Relação com o Saber segundo Charlot; a busca de Reconhecimento segundo Honneth; a Revanche Escolar segundo Bergier e Xypas; o Esquema Narrativo Actancial segundo Greimas; o Inconsciente Grupal segundo René Kaës.

  • MC3. A abordagem multirreferencial no estudo do êxito de alunos de origem popular

Ministrantes: Prof. Dr. Joaquim Gonçalves Barbosa (UERN); Profa. Mayra Rodrigues Fernandes Ribeiro (POSEDUC/UERN).

Ementa: A abordagem multirreferencial como ruptura epistemológica necessária para se pensar a escola e seus processos pedagógicos/organizacionais voltada para o êxito educativo, para além de um conjunto de agentes, mas atores que a todo momento visam se tornarem autores-cidadãos em seu cotidiano. Trata-se de assumir a escola na ótica da pluralidade, da heterogeneidade, da inclusão do sentido que move o sujeito em sua formação/instituição enquanto tal.

  • MC4. Resiliência: narrativas sobre a reconstrução de si

Ministrante: Pr. Dr. Ailton Siqueira de Sousa Fonseca (UERN).

Ementa: Esse minicurso visa discutir sobre os seguintes eixos norteadores: história da resiliência e histórias de resiliências. Trauma, memória e superação. A importância do tutor de resiliência na reconstrução da vida do sujeito.

  • MC5. Cotas para negros: acesso, permanência, êxito e mobilidade social

Ministrante: Prof. Dr. Paulo Alberto dos Santos Vieira.

Ementa: Definição de políticas afirmativas e sua utilização no mercado de trabalho e universidade antes das cotas; políticas de ação afirmativa sensíveis à raça; o debate sobre acesso e permanência; acesso e permanência de estudantes negros e cotistas; êxito e mobilidade social por intermédio da conclusão de cursos de nível superior no Brasil; reflexões em torno de temas contemporâneos.

  • MC6. Política Nacional de Assistência Estudantil como instrumento de permanência e êxito de alunos oriundos de Escolas Públicas

Ministrante: Profa. Ms. Magnólia Maria da Rocha Melo (IFRN).

Ementa: A Assistência Estudantil é uma política gestada na política da educação e na política de Assistência Social. É um conjunto de políticas viabilizadas por meio de programas de promoção, assistência e o apoio, que tem como objetivo criar condições que colaboram para a permanência e êxito dos/das discentes nas instituições públicas de ensino, priorizando, nesse contexto, os oriundos das escolas públicas. Para que se concretize a equidade de condições de acesso e permanência para todo e qualquer discente nas instituições de ensino, faz-se imprescindível a Assistência Estudantil, concebida como direito e como política de inclusão social dos diferentes segmentos da população, operando, pois, com o horizonte de universalidade da cidadania.

  • MC7. Práticas integradoras na Educação Profissional e Tecnológica​

Ministrante: Prof. Dr. Márcio de Azevedo (IFRN), Prof. Dr. Marcos Antônio de Oliveira (IFRN) e Profa. Dra. Rejane Barros (IFRN).

Ementa: As políticas voltadas para a Educação Profissional e Tecnológica (EPT) nas últimas décadas do século XX e o cenário da expansão dessa modalidade de educação e de ensino no século XXI possibilitam algumas reflexões sobre o que é (e consequentemente o que não é) a EPT nessas políticas educacionais e nos documentos oficiais. Ao mesmo tempo, as propostas focadas na EPT, nos séculos XX e XXI, possibilitam reflexões sobre para que e a quem tem se destinado a EPT.